Será que mudou de idéia? Técnico da Itália já protagonizou polêmica envolvendo jogadores naturalizados! Leia!

O gol marcado por Jorginho, que deu à Itália uma vaga à final da Eurocopa na disputa por pênaltis frente à Espanha, foi o ápice do jogador nascido no Brasil, porém com toda sua carreira desenvolvida na Itália, à serviço da Seleção Azurra.

Porém, caso o técnico Roberto Mancini tivesse mantido sua ideologia expressada em 2015, esse momento jamais teria ocorrido.

Mancini, na época técnico da Inter de Milão, criticou a convocação Éder, atual atacante do São Paulo e também nascido no Brasil, feita por Antonio Conte:

“A Seleção Italiana deveria ser italiana. Um jogador nascido na Itália merece jogar pela Seleção Italiana. Já um jogador que não nasceu na Itália, mesmo que tenha parentes italianos, não acho que mereça.” – Afirmou

Para essa Eurocopa, ao contrário do que disse há 6 anos, o técnico convocou os itálo-brasileiros Rafael Tolói, Emerson Palmieri e Jorginho. Todos inclusive estiveram em campo na vitória sobre a Espanha pelas semifinais.

Além deles, a Euro 2020 contou com a participação brasileira de Thiago Alcântara (Espanha), Mário Fernandes (Rússia), Pepe (Portugal) e Marlos (Ucrânia).

Sobre Luccas Almeida 144 Artigos
18 Anos, jornalista amador, produtor de conteúdo digital, designer gráfico e CEO do perfil "Jornalismo Moralizador", ativo no Instagram.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*